quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Tenho força nas minhas fraquezas

"Vai, pois, agora, e Eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar."
Êxodo 4:12


Moisés, no momento em que Deus o chamou, inventou desculpas. "Ah! Senhor! Eu não sou homem eloquente, nem de ontem, nem de anteontem, nem ainda desde que tens falado ao teu servo; porque sou pesado de boca e pesado de língua" (Êxodo 4:10).

As palavras do versículo indicam que Moisés tinha um problema com a fala - talvez ele gaguejasse. Mas o Senhor disse-lhe: "Quem fez a boca do homem? Ou quem fez o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou Eu, o Senhor?" (versículo 11).

As nossas deficiências, as nossas inaptidões, os nossos impedimentos não são acidentes; eles são desígnios de Deus. Ele usa cada uma das nossas falhas para a Sua própria glória. A maneira de Deus lidar com o que chamamos de "limitações" não é removê-las, mas dotá-las de força usando-as para o bem.

No Novo Testamento, o apóstolo Paulo referiu-se a um não específico: a um "espinho na carne" que ele pedia repetidamente ao Senhor para lhe ser retirado (II Coríntios 12.7,8). Mas Deus disse "A Minha graça te basta, porque o Meu poder se aperfeiçoa na fraqueza" (versículo 9).

Paulo aprendeu a "tirar prazer" mesmo das suas dificuldades. "De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo" disse ele (versículo 9) "Porque, quando estou fraco, então, sou forte" (versículo 10).



A força de Deus é melhor revelada na nossa fraqueza.
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More